São Vicente, capital da floresta Laurissilva, acolheu a primeira edição da MaXi-Race Madeira

Autor: Redação    Data: 11-12-2018
Publicado em: Eventos

A Madeira foi palco de mais um evento internacional de trail-running. São Vicente acolheu, nos dias 8 e 9 de Dezembro, a 5ª etapa do circuito MaXi-Race.

O circuito MaXi-Race acrescentou a Madeira aos quatro eventos já existentes (França, China, Equador e África do Sul). O novo evento incluiu três provas:

Ultra (103km / 7.970m D+) 5 pontos ITRA
Long (68km / 5.410m D+) 4 pontos ITRA
Starter (25km / 1.920m D+) 2 pontos ITRA

A edição inaugural do evento teve como base a freguesia da Boaventura  e contou com a participação de 155 atletas, dos quais 60 foram estrangeiros oriundos de 12 países.

Os exigentes percursos levaram os atletas a um sobe e desce por algumas das paisagens mais espectaculares que a Madeira tem para oferecer, incluindo a Floresta Laurissilva (classificada como Património Natural da UNESCO em 1999 ), levadas, picos das montanhas, faixas, túneis e caminhos.

Antoine Guillon venceu a prova de 103 quilómetros

O atleta francês, campeão do Ultra Trail World Tour em 2015, completou o duríssimo percurso em 12 horas, 50 minutos e 50 segundos. O segundo lugar coube ao também gaulês Cédric Chavet, que terminou a prova em 13 horas, 25 minutos e 49 segundos. O pódio ficou completo com o português Frederico Cerdeira, que cruzou a meta com 14 horas, 3 minutos e 3 segundos.

No sector feminino, o lugar mais alto do pódio foi ocupado pela britânica Jamie Aarons, com o tempo de 18 horas, 36 minutos e 35 segundos. Laetitia Ruiz , a segunda e última mulher a concluir a prova, demorou 27 horas, 34 minutos e 26 segundos a chegar à meta.

Cyril Cointre foi o mais veloz na prova de 68 quilómetros

O francês Cyril Cointre completou os 68 quilómetros da prova em 8 horas, 10 minutos e 47 segundos. O madeirense Magno Sousa, atleta da ACD Jardim da Serra, foi segundo, tendo cruzado a meta com mais 26 minutos e 56 segundos. O francês Antoine Simon completou o pódio, tendo cruzado a meta após 8 horas, 54 minutos e 41 segundos de prova.

A competição feminina desta prova também contou apenas com 2 finishers. A suiça Emma Pooley cruzou a meta após 10 horas, 6 minutos e 43 segundos de prova. Alice Sousa, atleta da Madeira Trail Team, completou o percurso em 10 horas, 54 minutos e 12 segundos.

Tiago Aires e Olivia Sousa venceram a prova de 25 quilómetros

A prova mais curta contou com um leque de reputados atletas nacionais e internacionais, tais como Armando Teixeira, Tiago Aires, Leonardo Diogo e Gediminas Grinius.

Os portugueses brilharam nos 25 quilómetros, tendo ocupado todos os lugares dos pódios masculino e feminino.

Pódio Masculino
Tiago Aires 02:13:45
Leonardo Diogo 02:15:49
André Duarte 02:19:11

Pódio Feminino
Olívia Sousa 03:00:54
Tânia Gaspar 03:10:41
Teresa Ornelas 03:11:59

Atletas prometem regressar em 2019

Os atletas presentes mostraram-se muito satisfeitos com o evento e surpreendidos pela beleza dos percursos. Os atletas estrangeiros ficaram conquistados pela costa norte da ilha e prometeram um regresso em força para a edição de 2019.

Organização faz balanço muito positivo

Patrício Fernandes, responsável da entidade organizadora (Madeira Way), fez um balanço extremamente positivo da edição inaugural do evento. A MaXi-Race Madeira nasceu com a filosofia do circuito, criou um espaço próprio, evitou as redundâncias com outras provas e obteve um excelente feedback dos participantes.

Todas as classificações em: https://apus.uma.pt/trail/#/event/77/summary

Fotos: João M. Faria