Correr é Liberdade

Autor: Diana Coimbra Gaspar    Data: 27-04-2018
Publicado em: Opinião

Quando me despeço do meu filho na escola, ele vai sempre a correr ter com os seus amigos. Muitas vezes fico a observá-lo a brincar, observando também as outras crianças. Concluo quase sempre o mesmo: correr é o mote principal de grande parte das brincadeiras. Correm para jogar, correm para abraçar, correm para se dirigir para algum lado, correm quase para tudo, porque correr, como várias teorias o ditam, é natural e faz parte da nossa natureza. As crianças correm porque sim e é com elas que tenho aprendido a correr também.

Talvez grande parte dos adultos não goste de correr porque procuram encontrar motivos para o fazer e esperam rapidamente pelas suas consequências: emagrecer, melhorar a auto-estima, a confiança e ainda ganhar algum estatuto de corajoso e audaz, colocando uma expectativa na corrida que talvez ela em si, não a tenha.

Parece que é cil de esquecer que não precisamos de motivos para correr! Acredito que correr é liberdade e acredito que o é porque a sinto a cada vez que corro. A sensação de levarmos o corpo mais além e de conseguirmos ir com as nossas pernas onde de outra forma não conseguiríamos ir.

Quando corremos também ganhamos a grande oportunidade de nos ouvirmos, de escutarmos com a atenção aquilo que dizemos e de testar muita vezes que podem contrariar os pensamentos mais tóxicos e mais destrutivos. Podemos desta forma explorar todas as nossas dificuldades e perceber as nossas verdadeiras intenções.

Quando corremos só pelo prazer de correr, passando muitas vezes o prazer por experiências de algum desconforto, percebemos que a corrida é como a vida. Por muito que traga as suas dificuldades trará sempre grandes oportunidades. A liberdade de correr pela serra, sentindo o cheiro único que lá vive, fotografar com o olhar paisagens inesquecíveis e mergulhar naquele mundo tão nosso e tão terreno é absolutamente fascinante e regenerador.

Gostamos todos da auto-superação que a corrida nos oferece e a felicidade que isto nos proporciona. Correr é liberdade, seja numa corrida de 5 ou de 50km. Correr é alegria, é vida, é sorriso no rosto e é abraçar todos as dificuldades com aceitação e humildade. Tudo o resto, serão sempre consequências, nada mais.

Foto: Adriano Branco Neves – Fotografia