Transgrancanaria: André Rodrigues no top ten da Maratón

Autor: Redação    Data: 8-03-2021
Publicado na categoria: Eventos

André Rodrigues rumou às Canárias, vestiu a camisola da Scarpa e conquistou o 8º. lugar da prova Maratón.

De 24 a 28 de Fevereiro, a 22ª. edição da Transgrancanaria HG marcou o arranque do circuito internacional Spartan Trail World Championship, onde estavam incluídas as provas Classic e Maratón. A próxima etapa disputar-se-á na Argentina, a Patagonia Run, nos dias 9 e 10 de abril.

Pela primeira vez na história da Transgrancanaria HG, atletas quenianos desembarcaram na ilha para competir na maratona do evento e competirem com vários dos melhores especialistas em trail running do panorama internacional. O projecto solidário Sky Runners Kenya, criado e desenhado em Espanha para gerar novas oportunidades profissionais para os atletas do país africano,  permitiu a participação de quatro jovens quenianos na Transgrancanaria. Sarah Jerop, Monica Cheruto, Hilary Chirchir e Ben Kimati Cematot foram os quatro escolhidos para a estreia na Gran Canaria.

André Rodrigues, quatro vezes campeão nacional de Trail Ultra, desembarcou nas Canárias rumo a dois desafios: o ingresso na equipa internacional da marca italiana Scarpa e a disputa da Maratón na Transgrancanaria HG.

Na distância maratona (com 870 metros de desnível positivo) , o atleta da Trail Team Bifase, na sua estreia com as cores da marca italiana Scarpa, conquistou o oitavo lugar da classificação geral, com o registo de 2h47m55.

Nesta prova muito rápida, a competição foi muito renhida. O espanhol Simón Andreu venceu, com a marca de 02h41m27. Ben Cematot, um dos 4 atletas do Quénia, garantiu o segundo lugar, com o tempo de 02h43m24. O finlandês Marten Boström (02h44m09) completou o pódio. O bicampeão nacional de trail, Dário Moitoso, cortou a meta na 17ª posição, após 2h57m31 de prova.

O objectivo inicial de André Rodrigues passava pela prova Advanced 65K, mas a forte competição na Maratón e a inclusão desta prova no Spartan Trail World Championship, fizeram-no mudar de planos. No final, o balanço foi positivo, o desempenho agradou ao próprio. No entanto, André Rodrigues gostava de ter obtido uma melhor classificação, dado que no top ten, os tempos foram muito próximos.

Foto: @wiccamari for @racephotos

X