Vikings invadem trilhos da Madeira

Autor: Sara Danielsson    Data: 22-03-2018
Publicado em: Opinião

O turismo está a mudar na Madeira e os apaixonantes trilhos, o clima ameno e a exuberante natureza, são fortemente responsáveis por um novo fluxo de turistas. A trail-running.pt encontrou um exemplo claro deste novo segmento de turismo, um grupo de 40 suecos que escolheu a Madeira para correr. A Sara Danielsson veio com a Runacademy e relatou-nos a experiência.Embora na Madeira a maioria dos turistas sejam indubitavelmente ingleses e alemães reformados, com o aumento da popularidade dos desportos de natureza aumenta também o número de nacionalidades que descobrem a ilha à sua maneira. Foi à nossa maneira que cá chegámos.

Somos um grupo de 40 trail runners que vivem na Suécia e que cá veio com o clube Runacademy. A maioria são mulheres, havendo apenas 37,5% de homens, e as idades variam entre os 30 e os 65 anos. Grande parte dos participantes não se conhecia antes de embarcar no avião, e há gente de todos os cantos da Suécia: do Sul até às cidades a Norte do Círculo Polar. Quase metade de nós considera-se ultra runner, pois já participámos em corridas mais longas do que uma maratona.

Quando visitei a Madeira pela primeira vez há 3 anos, fiquei apaixonada pela surpreendente natureza.  Agora é mais divertido regressar com a Runacademy e partilhar as experiências com todos os participantes!

O facto de ser um terreno em grande parte acessível, permitiu vir para cá com corredores  com níveis de experiência variados . Trouxemos novatos e corredores de montanha bastante experientes. – Therese Forsberg, treinadora

As nossas saídas para a montanha não se dão só com os treinadores suecos; também nos pomos a caminho com dois guias da Madeira Trail Tours. O seu conhecimento dos inúmeros trilhos e levadas contribui sobremaneira não apenas para o sentimento de treinar, como igualmente para o de vivenciar esta ilha única.

E quais as principais motivações para cá vir? A Madeira é uma ilha conhecida não só pelo clima ameno, mas também por eventos como o Madeira Island Ultra Trail (MIUT). Outras ligações dos participantes com a ilha incluem as flores a paisagem bonita e variada, as levadas, o vinho e a garantia de não haver neve, uma vantagem da Madeira que provavelmente só os povos dos países do Norte da Europa sabem apreciar.

Sara Danielsson é de origem alemã mas passou grande parte da sua vida adulta em Portugal. Obteve o mestrado em literatura e tradução nas universidades de Aveiro e do Porto. A viver na Suécia desde 2015, Sara trabalha na Lapónia, no sector do turismo. É também autora de guias de caminhada, para o mercado alemão e sueco.
A corrida, o surf, a caminhada, o esqui de fundo e outros desportos de montanha, são os seus interesses. Investe grande parte do seu tempo livre em viagens e pequenas e grandes aventuras, acima de tudo na Escandinávia. Desde 2016 tem o blogue www.sara-danielsson.com em que escreve sobre as suas viagens e as corridas em que participa. A Sara gosta de estar sempre activa e em harmonia com a natureza.

Fotos: Madeira Trail Tours e Runacademy