Portugueses disputam edição zero das “24 horas La Covatilla”

Autor: Gestor de eventos    Data: 21-08-2020
Publicado em: Eventos

A Serra de Béjar em Covatilla, na vizinha Espanha, recebe este fim-de-semana a edição zero das “24 horas La Covatilla”, um evento com participação exclusiva de equipas convidadas pela organização e constituídas por 4 atletas. Portugal está presente com duas equipas.

A estação de esqui La Covatilla, na província de Salamanca, será o palco desta prova de formato novo e inédito em Castela e Leão. Esta é a prova de resistência “La Covatilla 24 horas”, uma iniciativa que visa promover e reactivar o turismo através da prática de desportos ao ar livre num ambiente privilegiado como a Serra de Béjar.

O dia escolhido para esta edição experimental é 22 de Agosto, quando as pistas da estação de esqui foram completamente esvaziadas de neve. A corrida desafia equipas formadas por 4 atletas a percorrerem, em revezamentos, um percurso de 5 quilómetros e 400 metros de desnível positivo por 24 horas sem interrupção.

A única regra do regulamento é que cada membro deve competir por no mínimo 4 horas. Os tempos que cada corredor está em competição e os turnos de cada revezamento já fazem parte da estratégia escolhida por cada equipa. O vencedor do evento será a equipa que, após 24 horas, tiver completado mais voltas do circuito.

No sector masculino, a representação nacional está a cabo da equipa constituída por 4 atletas
que correm pela primeira vez juntos : Guilherme Lourenço, Fábio Filipe, Armando Costa e João
Tomás. Guilherme Lourenço volta a Covatilla depois do pódio nos 80 km, na primeira edição da Ultrail la Covatilla e também nos 37km, em 2016 e 2017. João Tomás também é conhecedor desta zona,
após ter realizado montanhismo na Serra de Béjar. Para os restantes elementos da equipa, será
a estreia nesta região.

Nas mulheres, destaque para a participação de uma equipa feminina lusa constituída por Rita Barroso, Carla Mota, Adelina Marques e Tânia Patrícia.

Ao longo de todo o dia de competição, os participantes poderão usufruir das instalações exclusivas do Centro de Turismo Sierra de Béjar La Covatilla para efetuar abastecimentos e pausas oportunas, bem como recarregar as baterias para o próximo revezamento.

Por se tratar de uma edição experimental que servirá como laboratório de testes, todos os corredores serão convidados pela Organização. A ideia é obter o feedback deste grupo de atletas experientes em corridas de montanha para que, em 2021, “24 horas La Covatilla” se abra ao público e se transforme numa prova competitiva.

Foto: DR

X