Valha-nos Santa Justa!

Autor: Redação    Data: 1-08-2018
Publicado em: Eventos

Nascida no século II, Santa Justa é a padroeira das pessoas angustiadas e deprimidas. Em finais de Julho, período do ano em que o número de eventos de trail começa a abrandar, o Trail Santa Justa surge como um “remédio santo” para as angústias e depressões daqueles que não passam sem um bom empeno.

A sétima edição do evento em Valongo, realizou-se neste domingo, dia 29, e contou com a presença de 1650 participantes. A novidade deste ano foi uma prova de trail kids no sábado.

A competição que principiou e terminou no alto da serra, junto à Igreja de Santa Justa, englobou três distâncias: o trail Longo, de 30 quilómetros (1.500m D+), o trail Curto, de 15 (850m D+), e a Caminhada, de 6. O trail Longo foi prova integrante do Campeonato Nacional de Trail da ATRP.

A receita foi o tradicional sobe e desce, um verdadeiro carrossel. A pedra (muita pedra) ajudou a obter o ambicionado empeno. A “peregrinação” à Igreja teve duas voltas, a primeira aos 3 kms e a última no final das provas. Aqui foi criado o ambiente de uma Zegama “à portuguesa” com direito a aplausos,  chocalhos e à locução eloquente do Joca (o speaker).

A competição

Na prova principal, a vitória coube a Luís Semedo (Acportalegre/Utsm), ao completar o percurso em 02h33m. Paulo Costa (A.D.Amarante Trail Running) garantiu o segundo lugar, com o tempo de 02h37m. Pedro Santos, atleta da equipa da casa, fechou o pódio, cruzando a meta às 02h39m de prova.

No sector feminino, Susana Echeverria (Coimbra Trail Running) foi a grande vencedora, com a marca de 3h22m. Inês Moreira (A.D.Amarante Trail Running) e Vanda Jeronimo (Top Gym) completaram o pódio com os tempos de 03h22m e 03h28m, respectivamente.

Na prova mais curta, Henrique Dias (Grupo Dramático e Recreativo da Retorta) e Paula Soares (A.D.Amarante Trail Running) foram os grandes vencedores, com os tempos de  01h29m e 01h48m, respectivamente.

Todas as classificações em: https://www.prozis.com/pt/pt/evento/trail-de-santa-justa/q/subpage/results

Romeu Gouveia promete voltar para arrasar nos 30kms

Romeu Gouveia, atleta da equipa Salomon Suunto Portugal e bicampeão nacional de trail, foi o padrinho do evento. O jovem atleta elogiou o evento, ao afirmar tratar-se de “muito mais que uma corrida, uma festa imensa”. “Senti-me em casa. O Norte é sinónimo de boa gente. Em 2019 vou voltar, para fazer aqueles 29 kms no menor tempo possível!”, acrescentou.

Brígida Pinto faz balanço extremamente positivo

Para Brígida Pinto, atleta, directora da prova e presidente da ATAD – Amigos do Trail Associação Desportiva, o evento foi um sucesso. Fruto da forte procura, o limite inicialmente estabelecido de 1.500 participantes foi ultrapassado. O evento contou com atletas de todo o país, que transmitiram um feedback muito positivo relativamente aos trilhos e à organização.

O Trail de Santa Justa integra as cinco provas que constituem os Trilhos de Valongo. O Centro de Treinos de Trail tem ajudado a promover o parque das serras do Porto, bem como os eventos que se realizam neste território.

A ATAD nasceu num grupo de amigos com gosto pelas corridas que queriam criar uma prova na sua terra natal, Valongo. Em 2016 constituíram-se como associação e são agora responsáveis pela organização do Trail Santa Justa. O evento tem como parceiro estratégico a Câmara Municipal de Valongo, e conta como o apoio dos Bombeiros Voluntários Valongo, da Junta de Freguesia de Valongo, Grupo Dramático e Musical de Campo (Valongo), o Agrupamento de Escuteiros nº.1329 de Sobrado (Valongo) e o Agrupamento de Escuteiros nº. 1358 de Gandra (Paredes).

Este ano, duas equipas da Oralklass – Amigos do Trail sagraram-se campeãs nacionais de trail 2018, em Sintra, uma em femininos e outra em masculinos.

Fotos: Cristina Moreira e Município de Valongo